You are currently browsing the tag archive for the ‘música católica’ tag.

Atualmente minha banda católica preferida é a Toca de Assis. É um conjunto que eu posso comprar o CD novo sem conhecer nenhuma música e tenho certeza que vou gostar muito (aliás, fiz isso na última vez que comprei o CD deles, “Do altar de Deus ao altar dos pobres” e realmente achei fantástico).

Não sou grande entendido em técnica e arranjos musicais, mas avalio as músicas de acordo com o que elas comunicam ou levam a experimentar, e as cançõesda Toca possuem uma profundidade e uma espiritualidade imensas, levam o coração a uma verdadeira adoração.

Abaixo, minha música preferida deles, composta pelo Nicodemos Costa da Comunidade Shalom, mas que achei perfeita na versão “toqueira”. Não precisa de muitas palavras. A letra e a melodia já dizem tudo.

Fogo Abrasador

 

Se tu inflamas o meu coração
Se tu somente és a minha razão
De viver e amar
Em tuas mãos minha vida está,
Teu coração é onde eu quero morar e unir-me em amor
Como um fogo abrasador

Inflama faz subir tuas centelhas de amor
Em chamas do teu coração aberto meu Senhor
Inflama faz subir tuas centelhas de amor
Em chamas do teu coração aberto meu Senhor

Seja adorado pra sempre Senhor
Quero te amar como amado eu sou
E em louvor me darei
Tua vontade a minha uma só
teu coração e o meu seja um só
movimento de amor como fogo abrasador

Inflama faz subir tuas centelhas de amor
Em chamas do teu coração aberto meu Senhor
Inflama faz subir tuas centelhas de amor
Em chamas do teu coração aberto meu Senhor

Aproveitando o embalo da mensagem papal  para a 44º jornada das comunicações sociais, posto um clipe muito legal da música “Nossa Missão”, cantada por Adriana e vários expoentes da música católica.

Aonde mandar eu irei, ainda que seja em algum lugar do ciberespaço, afinal, Roma locuta causa finita ;-)

Desde o ventre da minha mãe
Já me conhecia
Antes que eu nascesse
Jesus me escolheu

Hoje a minha vida
É para o seu louvor
Sigo anunciando o seu eterno amor

Aonde mandar eu irei
Seu amor eu não posso ocultar
Quero anunciar para o mundo ouvir
Que Jesus é o nosso Salvador.(2x)

Grato eu estou Senhor
Porque me confiaste
A missão de proclamar o seu eterno amor

Mesmo sendo tão pequeno
Me deste autoridade
De em seu nome anunciar
A paz e a liberdade

Aonde mandar eu irei
Seu amor eu não posso ocultar
Quero anunciar para o mundo ouvir
Que Jesus é o nosso Salvador. (2x)

Confesso que ando em uma fase bastante “rosariana”. Depois de vários anos “Arnaldo Antúnicos” (Socorro! Não estou sentindo nada), vivi um ano um tanto quanto “Mesmo fraco e em pedaços, obrigado por estar aqui”.

Agora, com mais tranquilidade, acompanho o novo trabalho do Rosa de Saron, Horizonte Distante. Comprei mais por curiosidade, sem grandes expectativas, mas me surpreendi com o resultado do trabalho.

Senti as músicas menos melancólicas e mais otimistas (mesmo as mais reflexivas), sem deixar o estilo poético da banda. Um cd bem gostoso de escutar, especialmente em período de relativa calmaria. Dar um simples passo de cada vez e entender que amanhã será um novo dia é uma boa forma de começar o ano.

 Abaixo, a música “Sol da meia-noite”, que abre o cd “Horizonte Distante”

É estranho e difícil
de dizer que está tudo bem
Se há alguma coisa,
Então venha entender
O quanto só você
Pode dar um simples passo de cada vez

 O Sol da meia-noite
Aqui existe você,
Pense, pare e veja que o amor resiste
Olhe, prova, sente, toca

É Deus que te faz entender toda poesia
E torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz
Apenas atenda quem chama

 E perceba
Que só ele pode compreender o seu interior
E a suas dores afastar, o seu sonho realizar, a sua vida transformar
Basta que você entenda

Que é Deus que te faz entender toda poesia
E torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz
Apenas atenda quem chama

E peça que nessa noite Ele te toque e cure todas suas feridas
E vele o sono e espere acordar
Amanhã será um novo dia

Amanhã (Amanhã)…
Amanhã (Amanhã)! A domani, À demain, Amanhã, Mañana, Morgen, Tomorrow!

 Que é Deus que te faz entender toda poesia
E torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz
Apenas atenda quem chama

E peça que nessa noite Ele te toque e cure toda suas feridas
E vele o sono e espere acordar
Amanhã será um novo dia

Luiz Enrique Ascoy é um cantor peruano de música católica. Na canção “A história de um cantor sem futuro” (La historia de un cantante sin futuro), o intérprete fala de maneira bem humorada sobre as dificuldades de ser um cantor cristão em um mundo cada vez mais distante de Deus.

Abaixo, um dueto dele com o argentino Daniel Poli, em show realizado em Honduras:

Él es un cantante sin futuro, sin chance en este mundo, del ruido y las tablas.
No ha nacido manager alguno, ni el productor iluso, que en él quiera arriesgar.
Ninguna disquera lo ha querido contratar… por no ser del tipo comercial,

y ninguna radio conocida, le quiere pasar sus discos,
porque su sonido no es… profesional….

Él no cantará llenando estadios,
ni en famosos teatros, ni en el Monumental,
Su máximo éxito logrado,
será el haber llenado un salón parroquial.
no tiene dinero para su publicidad, aveces ni pa’ movilidad,
y algunos amigos masoquistas le preparan una gira, de conciertos a nivel… municipal

No creo que llegue a tener cantos,
que gañen este año un MTV Awards
Y el pobre se había acostumbrado,
a ser eliminado, en cualquier festival.
Ninguna televisora lo quiere filmar, pues nadie lo quiere auspiciar,
y sólo su mamá y abuelita, su esposa y su hijita
son las integrantes de… su club de fans.

Somos los cantantes sin futuro,
una red de testarudos, que nunca cambiará,
Pero nos sentimos tán a gusto,
cantando a Dios y al mundo sin remuneración… pero en libertad.

 

Tradução: 

Ele é um cantor sem futuro, sem chance neste mundo de barulho e outdoors.
Ainda não nasceu nenhum empresário nem produtor sonhador que queira apostar nele.
Nenhuma gravadora quis contratá-lo
por não ser do tipo comercial,
e nenhuma rádio conhecida quer tocar seus discos
Porque seu som não é profissional

Ele não cantará enchendo estádios, nem em famosos teatros, nem no Monumental.
Seu maior êxito alcançado
será haver lotado um salão paroquial.
Não tem dinheiro para sua publicidade
e às vezes nem para o transporte
e alguns amigos masoquistas
lhe preparam uma turnê de shows

a nível… municipal

Não creio que chegue a ter cantos
que ganhem este ano um MTV Awards.

E o pobre já tinha se acostumado
a ser eliminado de qualquer festival
Nenhuma TV quer filmá-lo, pois ninguém quer patrociná-lo
só sua mamãe e sua avozinha, sua esposa e filhinha

são as integrantes do seu fã-clube.

Somos os cantores sem futuro
uma rede de cabeças duras que nunca mudará
mas nos sentimos tão felizes
cantando a Deus e ao mundo
sem remuneração mas em liberdade

No final do ano passado a Eliana Ribeiro, da Canção Nova, lançou seu DVD “Barco a Vela”. Assisti e gostei muito, pois com toda sua simplicidade ela consegue apresentar um trabalho intenso, forte, alegre, emocionante.

Seu vozeirão sai com muita naturalidade e suavidade em cada uma das 19 faixas nas quais a intérprete leva quem assiste a uma verdadeira experiência com Deus.

Abaixo um vídeo que mescla o show do DVD com o clipe da música título do trabalho.

Insisto em perseguir meus desejos
Insisto em só fazer do meu jeito
Me perco querendo ser Deus de mim
Escolhe mal quem escolhe só
Quem deixa Deus ser Deus vê melhor
Aquilo que os olhos não podem ver
Por isso deixo aqui meu querer
Por isso deixo aqui meu querer

Refrão:
Guia-me Senhor por onde Lhe aprouver
Calo meu querer para ouvir o que Deus quer
Barco à vela solto pelo mar
Vou para onde o vento do Senhor levar

   Para mim o Rosa de Saron é um conjunto que expressa como nenhum outro a angústia do homem contemporâneo. Por ser uma banda católica que nem sempre fala claramente sobre Deus em suas músicas, consegue transmitir a busca do ser humano pelo seu Criador na aridez do mundo em que vivemos.

   Os mais ortodoxos criticam a ambiguidade das letras da banda, mas vejo como uma via, um caminho para aproximar-se de Deus, ainda que de forma indireta.

   É verdade que o Guilherme Sá (vocalista) tem lá suas esquisitices, mas isso de certa forma contribui para a mensagem que a banda pretende passar, de ser um caminho alternativo dentro do universo da música católica. Lembro que uma vez li uma entrevista com o Walmir Alencar na qual ele citava o Rosa como exemplo de ousadia em um meio que ele considera um tanto quanto engessado, onde as diferenças são vistas com desconfiança. 

   Rara calma foi uma das duas músicas inéditas lançadas no dvd da banda, na qual os autores fazem uma espécie de avaliação da caminhada e demonstram uma certa maturidade diante daquilo que já viveram nos 20 anos de estrada.

O tempo voou, nem percebi.
Mas sou o mesmo homem que
um dia você conheceu.

A canção não esqueci.
O menino que há em mim
nasceu para cantar.
Chora como nunca, ao sentir:
ainda estamos juntos aqui.

(Refrão)
Abro o coração.
Coloco-me aos seus pés.
Noite escura agora é manhã.
E falo com rara calma:
Sou o que sou, sem ti sou fraco,
mas sempre tive Você aqui perto de mim.

O espelho me diz que envelheci.
E que mal pode existir
em ter histórias pra contar
dos amigos que aqui fiz?
Quanta coisa se passou…
Ainda estamos juntos aqui

(Refrão)
Abro o coração.
Coloco-me aos seus pés.
Noite escura agora é manhã.
E falo com rara calma:
sou o que sou, sem ti sou fraco,
mas sempre tive Você aqui perto de mim

Então eu…

(Refrão)
Abro o coração.
Coloco-me aos seus pés.
Noite escura agora é manhã.
E falo com rara calma:
sou o que sou, sem ti sou fraco,
mas sempre tive Você aqui perto de mim.

COMUNICAÇÃO, CULTURA E CATOLICISMO

outubro 2014
S T Q Q S S D
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

São João Batista

São João Batista

@aluisiosp

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: